28set
2015
0

Atenção aos reflexos do bebê.

É comum ficarmos impressionados com a esperteza dos nossos bebês ao observar alguns movimentos ou atitudes logo nos primeiros dias de vida. Na verdade, estes não passam de reflexos naturais dos nossos pequenos.

Desde o primeiro dia, instintivamente eles sabem como agarrar um dedo e sugar o leite nos mamilos da mamãe para se alimentar.

Juntamente com vários outros reflexos, o pediatra irá verificar se está tudo dentro da normalidade com seu bebê, através de algumas análises simples, como estes que vou citar abaixo:

Reflexo de Busca

  • Teste: Um toque suave na bochecha do recém-nascido;
  • Resposta: O bebê gira em direção ao toque com a boca aberta;
  • Duração: Bebê de até três a quatro meses de idade;
  • Motivo: Encontrar seu alimento.

Reflexo de Sucção

  • Teste: Encostar algo na boca do bebê (como a ponta do dedo limpo);
  • Resposta: O bebê suga como no mamilo;
  • Duração: Três a quatro meses;
  • Motivo: Sucção do bebê, ajuda o bebê a se alimentar.

Reflexo de Preensão (Babinski)

  • Teste 1: Pressionar suavemente o calcanhar do pézinho do recém-nascido;
  • Resposta 1: O bebê reage abrindo os dedos como um leque;
  • Teste 2: Pressionar suavemente a sola dos pés do bebê próximo aos dedos;
  • Resposta 2: O bebê reage fechando os dedos;
  • Duração: 06 a 24 meses;
  • Motivo: Talvez uma tentativa de proteger contra uma queda.

Reflexo do Passo

  • Teste: Segurando o bebê na posição vertical, com os pés sobre uma superfície plana;
  • Resposta: O bebê levanta um pé e depois o outro como se estivesse andando;
  • Duração: Cerca de dois meses;
  • Motivo: Pode parecer uma predisposição precoce para andar, mas na realidade é uma parte dos exercícios que o bebê fazia dentro da barriga da mãe, onde apoiava os pés contra a parede abdominal e caminhava sobre ela.

Reflexo Tônico do Pescoço

  • Teste: Deitado de costas com a cabeça virada para um lado;
  • Resposta: O bebê gira a cabeça para um lado e ao mesmo tempo, o braço desse mesmo lado se estica, enquanto o braço oposto se dobra pelo cotovelo;
  • Duração: Cerca de seis meses;
  • Motivo: Nessa posição, o bebê consegue descobrir a própria mão. Como é difícil virar sobre um braço esticado, esse reflexo desaparece antes do bebê conseguir rolar.

Reflexo de Preensão Palmar

  • Teste: Colocar um dedo na palma da mão do bebê.
  • Resposta: O bebê fecha sua mãozinha à volta do dedo. Se tentar retirar o dedo, o bebê aumenta sua força de agarre.
  • Duração: Três a quatro meses
  • Motivo: Os recém-nascidos tem muita força de pressão, sendo forte o suficiente para suportar todo o peso do corpo. Podem ser levantados ao estarem agarrados com ambas as mãozinhas.

Você pode tentar obter esses reflexos em casa, mas não se assuste se o seu bebé não cooperar. Você pode não estar executando o estímulo perfeitamente, ou o seu bebê pode estar muito cansado ou com fome para responder. Se você tentar várias vezes em diferentes dias sem obter o resultado esperado, é aconselhado consultar o pediatra.

No Comments

Reply